Identificação de Roscas e Sedes de Vedação

A identificação de roscas e sedes de vedação nem sempre é uma tarefa fácil para quem não tem o hábito de trabalhar com esse tipo de material. Montamos um texto e um manual para download que vai auxiliar você nesse trabalho.

Roscas são um conjunto de filetes em torno de uma superfície cilíndrica. Seu objetivo é realizar a união entre duas conexões por meio de movimento helicoidal. Existem diversos tipos roscas em conexões e terminais hidráulicos e trouxemos esse material para lhe ajudar a identificar os principais tipos.

De maneira geral, as roscas são identificadas pelo seu diâmetro (externo nos machos e interno nas fêmeas) e pelo número de fios nelas existentes por polegada ou passo.

Especificações das roscas disponíveis no mercado

  • Roscas paralelas

A função das roscas paralelas é fixar a conexão em sua contrapeça (macho ou fêmea). Elas podem ser rosqueadas até o final de sua área desenvolvida na sua fabricação, e normalmente, a vedação ocorre com um anel de vedação (O’Ring, arruela, etc.), ou através de um ângulo (cone).

  • Roscas cônicas

As roscas cônicas têm duas funções: fixar a conexão e vedar. Conforme a união vai sendo realizada, seu diâmetro vai aumentando na mesma proporção até a vedação se completar e o sistema travar. A vedação é feita pelo aperto, interferência do “filete” da rosca, por isso dispensa o uso de anel de vedação.

Identificação das Roscas em Diâmetro

  • Diâmetro real: deve ser utilizado nas especificações de tubos, das roscas métricas e roscas Padrão Americano UNF/UNS. Diâmetro real é a medida (polegadas ou milímetros) utilizada quando fazemos a medição do diâmetro externo do tubo ou de uma rosca já citada.
  • Diâmetro nominal: deve ser utilizado nas especificações de canos e das roscas Padrão Americano NPT, NPTF, NPSM e das roscas Padrão Inglês BSPP e BSPT.

Identificação das Roscas por Passo ou Número de Fios por Polegada

  • Passo – Sistema Métrico

Aplicado somente nas roscas métricas, é a distância entre um filete e outro. Identificado pelo diâmetro da rosca seguida pela distância entre os picos dos fios.
Exemplo: Rosca de 22mm com distância de 1,5mm entre fios = M22x1,5.

  • Número de fios por polegada – Sistema Imperial

Aplicado nas roscas padrões americano e inglês, como a própria descrição explica, define-se no número de filetes de rosca contidos no comprimento de uma polegada. Identificado em fios por polegada (FPP). Exemplo: Rosca de 3/8 com 19 fios por polegada = 3/8″-19.

Exemplos de identificação de especificações de roscas

  • NPT/NPTF – National Pipe Thread (Fine), padrão americano.

Exemplo: 1/4-18 NPTF.
1/4 = Tamanho nominal.
18 = Passo (filetes por polegada).
NPT ou NPTF especificamente solicitada, NPT/NPTF em que não há necessidade de escolha específica entre uma e outra.

  • UN/UNF – Rosca unificada, rosca paralela, padrão americano (SAE).

Exemplo: 9/16-18 UNF.
9/16 = Tamanho real em polegada.
18 = Passo (filetes por polegada).
UN ou UNF em que não há necessidade de escolha específica entre uma e outra. UNF é usualmente aplicada para roscas com passo abaixo de 12 fios por polegada.

  • BSPT – British Standard Pipe Taper, padrão inglês.

Exemplo: 3/8-19 BSPT.
3/8 = Tamanho nominal.
19 = Passo (filetes por polegada).
BSPT = Rosca tipo cônica.
Também pode ser encontrada no formato R3/8.

  • BSPP – British Standard Pipe Parallel.

Exemplo: 3/4-14 BSPP.
3/4 = Tamanho nominal.
14 = Passo (filetes por polegada).
BSPP = Rosca tipo paralela.
Também pode ser encontrada no formato G3/4.

  • Métrica paralela.

Exemplo: M22X1.5.
M = métrica.
22 = Tamanho da rosca real em mm.
1.5 = passo (distância entre os filetes em mm).

  • Métrica cônica.

Exemplo: M10X1 keg.
M = métrica.
10 = Tamanho da rosca real em mm.
1 = passo (distância entre os filetes em mm).
Keg é uma abreviação de uma palavra, em alemão, que significa cônica.

Para quem não está acostumado com o sistema de medida em polegadas, segue uma tabela que já fornece a medida da rosca em milímetros, que te ajuda a escolher a opção certa entre as roscas disponíveis no mercado:

  • 1/8” = 3,17mm
  • 3/16” = 4,76mm
  • 1/4” = 6,35mm
  • 3/8” = 9,52mm
  • 1/2” = 12,70mm
  • 3/4” = 19,05mm
  • 1“= 25mm

Tipos de vedação por padrão de rosca

O sistema de vedação das conexões JIC é feito sobre um ângulo de 37° e utilizam rosca UN/UNF. Norma SAE J514 ou ISO 8434-2 Rosca JIC – Assento 37°.

A vedação é realizada através de um O’Ring localizado em sua face. O sistema de vedação desta conexão permite operação de trabalho sob altas pressões (até 6000psi) sem apresentar vazamento e utiliza rosca UN/UNF. Norma SAE J1453 ou ISO 8434-3.

  • SAE J512 45°.

O sistema de vedação é feito sobre um ângulo de 45° (oposto ao ângulo de 37° do sistema JIC). Também utiliza rosca UN/UNF, deve-se tomar cuidado na identificação dessa rosca porque ela se assemelha ao padrão JIC, porém os assentos de vedação não são compatíveis. Norma SAE J512.

NPTF – Rosca com vedação metal-metal realizada pelos filetes. (Conicidade de 1°47’). NPSM 30° – Norma americana – rosca paralela, com vedação metal-metal (disponível apenas na rosca fêmea). Norma SAE J476.

  • Vedação SAE com O’Ring.

Utiliza a mesma rosca do sistema vedação JIC (SAE J514) porém com a vedação realizada por anel O’Ring na base da rosca. Norma SAE J1926.

Flanges

Os flanges podem ser fabricados sob várias especificações, sendo as principais dos códigos 61 (3000psi) e código 62 (6000psi) conforme SAE (J518). A vedação é feita por um O’Ring ou X’Ring alojado em sua face e comprimido contra uma superfície lisa e aparafusada. Estas duas classes de pressões referem-se a valores nominais, com pressão máxima de trabalho.

Sistema DKO

A vedação conhecida como DKO L (Leve) e DKO S (Pesada) possui ângulo cônico de 24°, com O’Ring alojado na conexão fêmea e utiliza rosca métrica. Norma DIN 2353 ou ISO 8434-1.

Ficou mais fácil identificar e entender os tipos de roscas e vedações disponíveis em terminais, adaptadores e conexões DIN? Para facilitar ainda mais, criamos um manual técnico com todas as tabelas e medidas de roscas mais usuais.